Português   English   Español

As riquezas inexploradas da Amazônia brasileira

As riquezas inexploradas da Amazônia brasileira
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

As organizações internacionais tentam construir a narrativa de que não é possível conciliar a preservação da Amazônia e o uso racional das riquezas na região. Até quando o Brasil permanecerá refém de interesses estrangeiros?


O governo do presidente Jair Bolsonaro tem o caminho aberto para assumir a liderança na busca de soluções para a Amazônia que consigam atender o ideal de conservação ambiental, sempre respeitando a soberania brasileira e atendendo os objetivos de desenvolvimento econômico.

O Exército Brasileiro estima que a Amazônia possui um patrimônio de riquezas naturais da ordem de US$ 23 trilhões.

A estimativa foi apresentada em 2017, durante uma audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, pelo general Eduardo Villas Bôas, que declarou:

“É exatamente isso. O Brasil é um superdotado num corpo de adolescente. A Amazônia continua praticamente abandonada, falta um projeto e densidade de pensamento.”

“O Brasil está à deriva, sem rumo”, acrescentou o então comandante do Exército brasileiro.

O cenário mudou. Agora, Villas Bôas não está mais no comando do Exército, mas faz parte do governo federal. Enquanto isso, o atual presidente da República tem um plano definido para desenvolvimento da região amazônica.

Ministros já foram enviados para darem os passos iniciais. Obras já estão planejadas. A defesa da soberania nacional está sendo feita — com ajuda do Exército, como vimos no caso recente do Sínodo da Amazônia, reunião organizada pelo Vaticano com foco na região.

Ainda durante o discurso do general, em 2017, Villas Bôas ressaltou que viveu na região amazônica por oito anos e afirmou acreditar que só o desenvolvimento poderá salvar a região dos interesses de outros grupos – a maioria deles estrangeiros.

O militar acrescentou:

“O que vai salvar a região amazônica, inclusive a natureza, é o desenvolvimento. É a implantação de polos intensivos para empregar aquela grande mão de obra, impedindo que ela vá viver do desmatamento extensivo.”

A expectativa de uma boa parte da sociedade é de que o governo Bolsonaro consiga avançar com os planos para levar desenvolvimento à esta riquíssima e, em sua maior parte, inexplorada região brasileira.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...