Português   English   Español

Assange diz que Equador quer terminar asilo e entregá-lo aos EUA

Assange diz que Equador quer terminar asilo e entregá-lo aos EUA

O australiano Julian Assange, fundador do Wikileaks, disse nesta segunda-feira (29) que o Equador quer encerrar seu asilo político na embaixada equatoriana em Londres e entregá-lo para o governo dos Estados Unidos.

Julian Assange falou por uma teleconferência como parte de um julgamento aberto por sua equipe jurídica para contestar as regras estabelecidas por Quito para o seu asilo.

Segundo o chanceler do país, o Equador não pode fazer “milagres” para solucionar a situação do fundador do Wikileaks.

‘Não podemos fazer milagres e o assunto depende de outros países. Esses países têm que se pronunciar’, falou o diplomata ao canal nacional Ecuavisa.

“O senhor Assange, seus advogados, devem falar diretamente com eles (outros países envolvidos no caso)”. “O Equador não pode fazer algo que somente esses países podem fazer”, acrescentou Valencia.

A justiça do Reino Unido mantém a ordem de detenção contra Assange por incumprir as obrigações de sua liberdade condicional quando era acusado de supostos delitos sexuais cometidos na Suécia.

Ainda que as causas suecas não tenham prosperado, o criador do Wikileaks teme ser extraditado aos Estados Unidos por ter divulgado milhares de documentos oficiais americanos secretos por meio do Wikileaks.

 

Adaptado da fonte Estado de Minas

Deixe seu comentário

Veja também...