Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Assange Livre’ é o novo grito de guerra do PT

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Assange Livre e o novo grito de guerra do PT
Imagem: Reprodução/DR
COMPARTILHE

Após anos gritando “Lula Livre”, os petistas agora querem a liberdade de Assange.

Julian Assange, fundador do WikiLeaks, é acusado pelos Estados Unidos de conspiração e espionagem, além da publicação ilegal de documentos secretos.

Assange está preso em Londres, capital da Inglaterra, desde abril do ano passado, cumprindo uma sentença de 50 semanas por violar as condições impostas de uma fiança.

Em nota, divulgada nesta segunda-feira (6), o Partido dos Trabalhadores (PT) agora passou a defender a liberdade de Assange:

“A prisão política de Julian Assange, no Reino Unido, é resultado da forte pressão do governo Trump e de um ato do presidente equatoriano, Lenín Moreno, que contraria as convenções internacionais relativas à proteção de asilados e refugiados e a própria Constituição do Equador. Além disso, configura-se como um ato autoritário, que atenta contra a liberdade de informação.”

Segundo O Antagonista, a sigla acrescentou:

“Defendemos sua imediata liberdade, como forma de restabelecimento do direito internacional relativo à proteção de asilados e refugiados políticos. Defendemos Julian Assange por nosso profundo compromisso com a defesa da liberdade de informação e imprensa, princípios essenciais da própria democracia.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram