Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Assassinos de turistas condenados à morte no Marrocos

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Assassinos de turistas condenados à morte no Marrocos

Antes de cometer o crime bárbaro, os extremistas tinham jurado lealdade ao Estado Islâmico.

Os três terroristas do Estado Islâmico que assassinaram e decapitaram duas turistas escandinavas em dezembro do ano passado foram condenados à morte por tribunal do Marrocos.

O Tribunal de Apelação de Salé, encarregado de crimes de terrorismo, condenou à pena capital Abdessamad el Joud (vendedor ambulante de 25 anos), Youness Ouziad (carpinteiro, de 27), e Rachid Afati (carpinteiro, de 33).

A dinamarquesa Louisa Vesterager Jespersen e a norueguesa Maren Ueland foram surpreendidas pelos jihadistas enquanto dormiam na barraca que armaram na montanha dos Atlas.

Um vídeo da decapitação de uma das garotas foi publicado on-line, com um autor do crime bradando uma faca e gritando “É a vontade de Alá”, como noticiou a Renova.

Antes de cometer o crime bárbaro, os extremistas tinham jurado lealdade ao grupo terrorista Estado Islâmico.

Os outros 21 julgados por cumplicidade nos fatos em distintos graus foram condenados a penas de entre cinco anos e prisão perpétua, informa a agência EFE.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email