Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Assinaturas da CPI da Lava Jato não podem ser retiradas, diz Maia

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Assinaturas da CPI da Lava Jato não podem ser retiradas, diz Maia

“Eu não posso retirar assinaturas”, disse o presidente da Câmara.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou, nesta segunda-feira (16), que, pelo regimento da Casa, não pode aceitar os pedidos de retirada de apoio à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Lava Jato.

O regimento diz que assinaturas não podem ser retiradas após o pedido ser apresentado. Em conversa com o site O Antagonista, Maia confirmou: “Eu não posso retirar assinaturas”.

175 deputados assinaram o requerimento para a criação da CPI. Oposição e Centrão trabalharam em equipe para impulsionar investigação contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e a força-tarefa da Operação Lava Jato.

Após a notícia repercutir em todos os veículos de imprensa do Brasil, alguns deputados demonstraram arrependimento, outros alegaram terem sido ludibriados.

O deputado do DEM, Sóstenes Cavalcante, e o parlamentar do Novo, Alexis Fonteyne, tentaram apresentar explicações por ter assinado o requerimento de criação da CPI.

“Eu tenho um princípio: assinar a favor de todas as CPIs, porque quem não deve não teme. Mas CPI contra a Lava Jato, eu jamais assinaria”, disse Sóstenes.

“Foi, digamos, uma inocência da minha parte. Não houve má-fé, não me sinto enganado”, alegou Fonteyne.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email