- PUBLICIDADE -

Astrônomos não sabem explicar estes círculos misteriosos

Astrônomos não sabem explicar estes círculos misteriosos
- PUBLICIDADE -

Misteriosos círculos de rádio têm sido encontrados por astrônomos.

Nos últimos anos, astrônomos têm avistado objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares nos confins do Universo

O mistério teve início em 2019, quando cientistas do Australian Square Kilometre Array Pathfinder (ASKAP) começaram a produzir mapas de todo o céu noturno.

O ASKAP é formado por um conjunto de 36 pratos colossais que varre os céus no espectro de ondas de rádio eletromagnético.

Australian Square Kilometre Array Pathfinder (ASKAP)

O objetivo dos cientistas era encontrar fontes brilhantes que pudessem indicar a presença de buracos negros ou galáxias enormes brilhando em ondas de rádio. 

No entanto, nos dados, eles avistaram quatro círculos de rádio brilhantes.

Quando os telescópios tentaram observar esses objetos em outros comprimentos de onda, como a luz óptica que usamos para enxergar, os círculos se mostraram vazios — o que levou a equipe de astrônomos a chamá-los de Círculos de Rádio Estranhos (CREs).

Círculos de Rádio Estranhos (CREs) | Foto: Reprodução/BBC

Após análises mais profundas, os círculos ficaram ainda mais estranhos, pois, cada um dos CREs tinha uma galáxia quase exatamente em seu centro.  

Ninguém do segmento da astronomia tinha visto nada parecido anteriormente. 

Um artigo foi publicado no ano passado com 11 explicações potenciais sobre o que estes círculos poderiam ser — podemos citar algumas:

  • Falhas na imagem;
  • Dobras no espaço-tempo conhecidas como anéis de Einstein;
  • Novo tipo de remanescente de uma explosão de supernova.

Desde então, os pesquisadores voltaram a escanear os céus com o ASKAP e encontraram mais um círculo misterioso perdido no espaço sideral.

Eles publicaram suas descobertas em 27 de abril no banco de dados de pré-impressão arXiv.

A equipe, agora, reduziu suas ideias para três possíveis explicações:

  • Galáxias adicionais formando um aglomerado perto do objeto e colocando material brilhante em uma estrutura semelhante a um anel.
  • O buraco negro supermassivo central dessas galáxias estaria consumindo gás e poeira, produzindo jatos gigantescos em forma de cone de partículas e energia. 
  • Algum evento desconhecido, mas altamente energético, teria ocorrido no núcleo dessas galáxias, criando uma onda explosiva que viajou como uma esfera e resultou em uma estrutura de anel. 
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -