‘Ataque terrorista islâmico comprovado’, diz Macron

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Macron comentou sobre a decapitação no meio da rua de um professor de história e geografia.

O presidente da França, Emmanuel Macron, denunciou, nesta sexta-feira (16), o terrorismo islâmico ao falar sobre o ataque brutal contra um professor nas ruas de Paris.

Ao comentar sobre a decapitação no meio da rua de um professor de história e geografia, Macron declarou:

“Um de nossos cidadãos foi assassinado, hoje, por ensinar aos alunos sobre a liberdade de expressão. A liberdade de crer e de não crer. Nosso compatriota foi vítima de um ataque terrorista islâmico comprovado.”

E acrescentou:

“Se este terrorista matou um professor, é porque queria abater a República, o Iluminismo, a possibilidade de tornar livres os filhos de nossos cidadãos. Essa batalha é nossa.”

O mandatário francês completou:

“O obscurantismo e a violência não vencerão. Isso é o que eles estão buscando, e devemos permanecer juntos.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.