Ataques da grande mídia contra a porta-voz da Casa Branca partem pro lado pessoal

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Vários colunistas e jornalistas renomados atacaram Sarah Sanders nas últimas semanas com zombamentos sobre sua aparência e sobre a forma como ela fala.

O relacionamento da grande mídia com a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, entrou em novo patamar de tensão no último mês depois que as hostilidades dos jornalistas deixaram o espectro político e passaram pro lado pessoal.

O colunista Frank Burni do New York Times escreveu no dia 3 de novembro:

Ouvir ela falar a palavra ‘prioridades’ é semelhante a ouvir o ar fugir de um pneu furado, ela deixa a metade das consoantes pelo caminho.

O cartunista David Horsey foi muito mais grosseiro. Em uma coluna no Los Angeles Times, Horsey zombou da aparência de Sanders ao dizer:

Sarah não se parece com o tipo de mulher que Donald Trump escolheria para ser sua porta-voz.

Até agora, não encontrei nenhuma notícia sobre jornalistas ou grupos feministas criticando os comentários maldosos contra a pessoa de Sarah Sanders. Mais um claro exemplo de indignação seletiva.

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.