Português   English   Español
Português   English   Español

Até o NY Times admitiu a ruína da carreira política de Lula

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Até o NY Times admitiu a ruína da carreira política de Lula

A nova condenação do presidiário Lula da Silva, a 12 anos e 11 meses de prisão, teve grande repercussão na imprensa internacional.

Dezenas de veículos estrangeiros falaram da decisão da juíza Gabriela Hardt em processo da Operação Lava Jato sobre obras realizadas por empreiteiras em um sítio de Atibaia, em São Paulo, explicando que Lula foi punido pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A mídia estrangeira tratou a notícia como algo normal no contexto político do Brasil, um complemento a uma outra condenação anterior. Com uma abordagem mais descritiva, e em princípio com pouca análise, os jornais explicaram o processo e reiteraram que Lula já está preso.

O jornal norte-americano The New York Times foi uma das poucas publicações internacionais a falar sobre os possíveis impactos políticos da decisão.

A condenação, diz o jornal, “torna mais improvável que o homem que já foi considerado o ‘leão’ da esquerda latino-americana possa algum dia recuperar sua influência política”.

Segundo o UOL, a reportagem diz que apesar de ter algum apoio entre a população mais pobre do Brasil, Lula também sofre com rejeição por causa da Lava Jato, que revelou a corrupção durante os governos do PT.

Compartilhe_

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email: