Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Até o Partido Comunista da Venezuela rompeu com Maduro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Até o Partido Comunista da Venezuela rompeu com Maduro

Maduro está cada vez mais isolado na Venezuela. Nem mesmo o PCV permanece como aliado.

O secretário-geral do Partido Comunista da Venezuela (PCV), Óscar Figueroa, denunciou o ditador Nicolás Maduro por não cumprir com parte do acordo estabelecido com a legenda durante as fraudulentas eleições de 2018.

Os comunistas alegam que o Acordo Unitario Marco, que tem 18 pontos estabelecidos entre PCV e o Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV), de Maduro, não foi cumprido em sua totalidade.

Figuera disse ainda que é necessário investigar a morte do capitão Rafael Acosta Arévalo e “qualquer feito que possa ser vinculado a violações dos direitos humanos”, informa o jornal Gazeta do Povo.

O governo dos Estados Unidos anunciou, nesta quinta-feira (11), a aplicação de sanções à Direção Geral de Contra-Inteligência Militar (DGCIM) da Venezuela.

A medida é uma resposta ao assassinato do militar Arévalo, que foi preso e torturado naquele centro sob acusação de conspirar contra o ditador Maduro.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email