PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Atividade econômica da Argentina segue caindo

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Novas restrições fazem atividade econômica argentina cair 1,2% em abril.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O índice de atividade econômica da Argentina caiu pelo terceiro mês consecutivo em meio às duras medidas restritivas impostas pelo governo do presidente Alberto Fernández.

Em abril, a queda em relação a março foi de 1,2%, segundo o Indec (Instituto Nacional de Estatística e Censo). 

As informações foram divulgadas, nesta quarta-feira (30), pelo jornal Gazeta do Povo.

No entanto, a comparação entre os quatro primeiros meses de 2021 com o mesmo período do ano passado também é positiva: 8,2%.

Severamente afetado pela pandemia, o PIB da Argentina sofreu uma queda de 9,9% em 2020, aprofundando a recessão econômica que começou em 2018. 

Espera-se que em 2021 haja um crescimento do PIB em torno de 6%. O PIB do primeiro trimestre registrou crescimento interanual de 2,5%.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.