Atleta de Belarus busca asilo após participar das Olimpíadas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A atleta olímpica Krystsina Tsimanouskaya, de Belarus, buscou asilo na embaixada da Polônia, em Tóquio, nesta segunda-feira (2). 

De acordo com a emissora britânica BBC News, a velocista conseguiu um visto humanitário no país europeu.

No domingo (1º), a atleta denunciou que autoridades bielorrussas tentaram levá-la do Japão, sem seu consentimento.

O motivo? Krystsina teceu críticas ao comitê olímpico do país, dirigido por Viktor Lukashenko, filho do ditador Alexander Lukashenko.

Em um vídeo compartilhado no Telegram, a atleta bielorrussa denunciou:

“Peço ajuda ao Comitê Olímpico Internacional (COI). Eles estão tentando me tirar do país sem minha permissão e estou pedindo ao COI que se envolva.”

Krystsina, de 24 anos, também disse que temia voltar à Belarus pois recebeu várias ameaças. 

No entanto, após receber o asilo político polonês, o COI disse que Krystsina está “segura e a salvo“.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.