PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Atleta transgênero ameaça queimar bandeira dos EUA no pódio

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Eu tomo posição contra o fascismo porque eu me importo com este país”, diz atleta.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A atleta Chelsea Wolfe, do BMX Freestyle, está classificada como reserva para representar os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

No ano passado, em mensagem nas redes sociais, Wolfe disse que seu objetivo era ganhar uma medalha olímpica para queimar a bandeira dos EUA no pódio.

Wolfe identifica-se como uma mulher transgênero.

A mensagem foi publicada no Facebook no dia 25 de março de 2020, juntamente com um link para uma reportagem sobre a postura do governo Donald Trump acerca da participação de transgêneros no atletismo feminino.

Meu objetivo é ganhar as Olimpíadas para que eu possa queimar uma bandeira dos EUA no pódio. Isto é o que eles se concentram durante uma pandemia. Ferindo crianças trans“, escreveu Wolfe.

Print da mensagem original de Chelsea Wolfe | Foto: Reprodução/Twitter

Em entrevista à emissora Fox News, Chelsea disse que a publicação foi excluída e que ela se importa com seu país:

“Qualquer um que pense que eu não me importo com os Estados Unidos está muito enganado.”

A atleta completou:

“Eu tomo posição contra o fascismo porque eu me importo com este país e não vou deixar cair nas mãos dos fascistas depois de tantas pessoas terem lutado e sacrificado para evitar que o fascismo se expandisse no exterior.” 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.