Atletas que não respeitam o hino não deveriam estar no país, diz Trump

O presidente dos Estados Unidos apoiou a decisão da NFL de proibir e punir os jogadores que se ajoelhem durante a execução do hino nacional.

Os jogadores de futebol americano que não respeitam o hino nacional “talvez não deveriam estar no país”, afirmou nesta quinta-feira (24) o presidente Donald Trump.

O presidente elogiou uma nova regra da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) que obriga os atletas a permanecer de pé durante a execução do “Star Spangled Banner”. Caso não desejem ficar de pé, os jogadores devem permanecer no vestiário durante o hino.

De acordo com informações da Exame:

“Bem, eu penso que isto é bom. Eu não acredito que as pessoas deveriam ficar nos vestiários”, afirmou Trump ao programa de televisão “Fox & Friends”, um de seus favoritos.

“Você deve permanecer de pé, orgulhoso pelo hino nacional, ou não deveria estar jogando. Não deveria estar ali. Talvez não deveria estar no país”, completou.

O presidente afirmou que os donos das equipes da NFL “fizeram o correto” com a nova medida.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia