- PUBLICIDADE -

Atriz é atacada após pedir fim da agressão contra Israel

- PUBLICIDADE -

“Israel merece viver como uma nação livre e segura”, diz Gadot.

Meu coração está partido. Meu país está em guerra. Eu temo pela minha família, meus amigos e meu povo”, escreveu a atriz israelense Gal Gadot em seu Twitter na última terça-feira (12). 

Assim como todas as pessoas nascidas em Israel, Gadot cumpriu seus dois anos obrigatórios nas Forças de Defesa Israelenses (IDF).

A atriz, que interpreta a “Mulher Maravilha” nos cinemas, quebrou o silêncio sobre as agressões de grupos terroristas da Palestina contra o território isralense nos últimos dias. 

Gal Gadot como Miss Israel

Ainda na mensagem publicada nas redes sociais, Gadot acrescentou:

“Isso é um ciclo vicioso que tem ido longe demais. Israel merece viver como uma nação livre e segura, e nossos vizinhos merecem o mesmo.”

E completou:

“Eu rezo pelas vítimas, por suas famílias e para que essa inimaginável hostilidade termine. Eu rezo para que nossos líderes encontrem uma solução e então possamos viver lado a lado em paz. Eu rezo por dias melhores.”

Gal Gadot no papel de “Mulher Maravilha”

A mensagem de Gadot clamando por paz no Oriente Médio, no entanto, foi duramente criticada por ativistas defensores da Palestina.

A atriz rapidamente desativou os comentários da postagem para controlar a propagação das mensagens de ódio.

Confira o tuíte.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -