Augusto Heleno defende uso de militares no INSS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Heleno disse que o governo Bolsonaro já deu reiteradas amostras da preocupação com a situação da seguridade social.

O ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência), Augusto Heleno, comentou, nesta quarta-feira (29), sobre as longas filas no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Heleno disse que o prazo para o governo Jair Bolsonaro resolver o acúmulo de pedidos é o mês de outubro.

O ministro ressaltou, no entanto, que “há possibilidade de antecipar se houver jato de impulsão na solução do problema”.

Em entrevista à rádio CBN, Heleno defendeu a decisão de utilizar militares da reserva para diminuir a fila e a saída do ex-secretário da Previdência, Renato Vieira.

Ao comentar sobre o uso de militares, Augusto Heleno afirmou ainda que não haverá maiores problemas em sua aplicação. 

“Há medidas burocráticas que podem ser facilmente aprendidas”, disse o ministro-chefe do GSI.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.