Português   English   Español
Português   English   Español

Austrália defende investigação sobre espionagem contra Trump

Austrália defende investigação sobre espionagem contra Trump
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Austrália não deve comentar mais sobre uma investigação que está sendo realizada adequadamente”, disse a chanceler.

O governo da Austrália defendeu, nesta quarta-feira (2), sua disposição em colaborar nas investigações que apuram a origem da narrativa de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, precisou da ajuda da Rússia para vencer as eleições de 2016.

Em entrevista à emissora ABC, a chanceler australiana, Marise Payne, declarou:

“Se pudermos ajudar adequadamente, faremos isso e acho que a Austrália não deve comentar mais sobre uma investigação que está sendo realizada adequadamente ou que está sob o sistema americano.”

Nos últimos dias, o primeiro-ministro Scott Morrison admitiu um pedido do chefe da Casa Branca para fornecer informações sobre a investigação em andamento.

A investigação original do FBI sobre a suposta interferência da Rússia foi deflagrada com base em informações de funcionários australianos.

Ela negou que a Austrália tenha sido “arrastada” para um assunto da política interna dos EUA e ressaltou que “nestas circunstâncias estamos trabalhando no interesse da Austrália e com o nosso aliado mais próximo e importante”, informa a agência EFE.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!