Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Austrália mantém condenação de ex-tesoureiro do Vaticano por abuso sexual

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Austrália mantém condenação de ex-tesoureiro do Vaticano por abuso sexual
COMPARTILHE

Vaticano já se desculpou publicamente pelas milhares de vítimas de abuso na Austrália.

O cardeal australiano George Pell, 78 anos, ex-tesoureiro do Vaticano e ex-conselheiro do papa Francisco, vai continuar cumprindo sua sentença de seis anos de prisão.

Detido desde fevereiro, Pell foi condenado por agredir sexualmente meninos que participavam do coral da Catedral de St. Patrick, em Melbourne, 23 anos atrás.

Ao apresentar a decisão nesta quarta-feira (21), a presidente da Suprema Corte de Victoria, Anne Ferguson, confirmou a decisão da primeira instância.

A magistrada disse estar convencida pela evidência da única testemunha viva: um pai de Melbourne que acusou Pell de tê-lo assediado brutalmente na frente de um amigo da escola, que também foi atacado, informa o jornal Gazeta do Povo.

Apesar de o cardeal alegar inocência, em agosto passado, a igreja se desculpou publicamente pelas milhares de vítimas de abuso na Austrália e prometeu que isso nunca aconteceria novamente.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram