Português   English   Español

Áustria fecha 7 mesquitas e expulsa ímãs ligados a Turquia

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O governo da Áustria anunciou nesta sexta-feira (8) o fechamento de sete mesquitas e a expulsão de ímãs muçulmanos ligados a Turquia.

O ministro do Interior austríaco, Herbert Kickl, e o chanceler conservador Sebastian Kurz alegaram que os líderes religiosos são acusados de receberem financiamento ilícito do exterior.

Os ímãs são membros da Associação Turco-Islâmica (ATIB), que promove a “colaboração cultural e social” na Áustria e gere dezenas de mesquitas.

A entidade conta com pelo menos cem mil membros, é muito próxima do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) do líder turco, Recep Tayyip Erdogan.

De acordo com informações do BOL:

Serão fechadas quatro mesquitas em Viena, duas em Alta Áustria e uma em Carintia. A ordem vem de um decreto do Departamento de Religiões do governo e não pode ser apelada. “Na Áustria, não há espaço para sociedades paralelas e radicalizações”, disse Kurz. Ele também anunciou que o governo dissolveu um grupo chamado Comunidade Religiosa Árabe, que administra seis mesquitas.

As ações do governo foram baseadas numa lei de 2015 que, entre outras coisas, proíbe que comunidades religiosas obtenham financiamento do exterior.

Kickl, por sua vez, informou que os vistos de residência de dezenas de imãs empregados pela ATIB serão revisados. Segundo ele, até 60 imãs ligados à Turquia poderão ser expulsos com suas famílias, totalizando 150 pessoas.

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações