Português   English   Español

Áustria quer fortalecer fronteiras e cortar benefícios sociais para imigrantes ilegais

Os ministros do Partido Conservador da Áustria (OVP) e do Partido da Liberdade Anti-imigração (FPO) tomaram posse nesta segunda-feira (18).

Abaixo estão algumas das políticas que governo de coalizão, liderado pelo chanceler Sebastian Kurz, pretendem implementar nos próximos anos.

  • União Europeia

– Mais poderes de volta aos governos nacionais e menos controle integração política entre os Estados-membros.
– Oposição a tentativa da Turquia de se juntar ao grupo.
– Eliminar proposta de referendo sobre a adesão austríaca ao grupo.
– Procurar uma relação mais relaxado e flexível com a Rússia.

  • Segurança

– Introduzir sentenças mínimas mais duras para crimes violentos e sexuais.
– Fazer da luta contra o Islã político uma prioridade.
– Proteger as fronteiras a nível nacional para impedir a imigração ilegal até que a União Europeia assegure fronteiras externas.
– Colocar cerca de 2.100 policiais a mais nas ruas.

  • Economia

– Estender o dia útil máximo para 12 horas ao invés das 10 horas atuais.
– Facilitar a imigração apenas para trabalhadores qualificados em setores que estão lutando para encontrar funcionários austríacos adequados.
– Simplificar o quadro administrativo na Áustria altamente federalizada.
– Apoiar a construção da terceira pista no aeroporto de Viena.

  • Educação

– Concentrar em melhorar os resultados dos testes em habilidades básicas, como leitura, escrita e aritmética, permitindo que as crianças comecem apenas a escola se o alemão for suficientemente bom.
– Reduzir os benefícios sociais para os pais que não cumprem certos requisitos, como garantir a presença nas aulas e que seu filho fale alemão bem o suficiente.

  • Impostos e Orçamento

– Reduzir gasto público para cortar impostos.
– Reduzir a carga tributária das empresas, por exemplo, isentando o lucro reinvestido na Áustria.
– Não introduzir impostos sobre patrimônio ou herança.

  • Políticas Sociais

– Bloquear os recém-chegados de acessar muitos serviços sociais nos primeiros cinco anos no país.
– Limitar pagamento de benefícios básicos em 1.500 euros por mês para as famílias e providenciar aos refugiados uma versão “light” dos benefícios.
– Reduzir benefícios para refugiados e transformar os pagamentos em dinheiro em outro tipos de benefícios, de modo a atrair menos imigrantes ilegais ao país.
– Reformar a previdência para refletir o envelhecimento da população austríaca.
– Oferecer às famílias um corte de impostos no valor de 1.500 euros por criança por ano.

  • Meio ambiente

– Produzir 100% da energia da Áustria a partir de fontes renováveis até 2030, em comparação com cerca de 33% no presente, e manter a proibição nacional das usinas nucleares.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter