Ministra da Áustria culpa Angela Merkel pela crise migratória

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A ministra austríaca das Relações Exteriores, Karin Kneissl, criticou a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pela decisão de abrir as portas da Europa para milhões de imigrantes ilegais.

A nova ministra foi nomeada pelo partido direitista FPÖ, mas se declara independente. Ela tem sido um crítica vocal das políticas de migração em massa desde que a crise estourou em 2015 no continente europeu.

Em entrevista à revista alemã Der Spiegel, a ministra da Áustria disse que a União Européia precisa de “uma reforma abrangente de todo o sistema de asilo e gestão das fronteiras“.

Culpando a chanceler alemã, Angela Merkel, por “convidar” os migrantes para a Europa, Karin Kenissl declarou:

Há pessoas no caminho que, de outra forma, nunca teriam vindo. Eu estava viajando no Oriente Médio no outono de 2015 e conheci muitas pessoas que disseram: “Merkel nos chamou!” Eles abandonaram seus empregos para ir para Europa.

Kenissl também elogiou o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, por seu trabalho para garantir a segurança das fronteiras europeias. De acordo com a ministra, os Estados membros da UE devem se espelhar no primeiro-ministro da Hungria e em seu trabalho na prevenção da migração ilegal.

Tanto a Áustria como a Hungria estão sendo comandadas por governos conservadores. Os líderes das nações já demonstraram a intenção de trabalhar em conjunto para conter os malefícios da migração em massa no continente europeu.

Com informações de: [Spiegel]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.