Autor admite que livro sobre a presidência Trump contém fofocas

Michael Wolff attends New York Magazine's 50th Anniversary Celebration at Katz's Delicatessen on October 24, 2017 in New York City. (Photo by John Lamparski/WireImage) Mandatory Credit: Photo by Muylaert Sebastien/action p/REX/Shutterstock (8960250m) Donald Trump French president Macron welcomes US president Trump at Elysee Palace, Paris, France - 13 Jul 2017

O autor do livro sobre o primeiro ano da presidência de Donald Trump reconheceu que não pode confirmar a veracidade do conteúdo publicado.

O polêmico escritor Michael Wolff resolveu aproveitar a popularidade do Presidente para lucrar rios de dinheiro com a publicação de um livro de fofocas sobre a Casa Branca.

Com o título “Fogo e Fúria: Dentro da Casa Branca de Trump”, a obra de ficção está sendo tratada por parte da grande mídia como fatos concretos.

Esquerdistas norte-americanos, ainda frustrados com a derrota nas eleições de 2016, se debruçam sobre o livro como se fosse a bíblia do movimento anti-Trump.

No entanto, essa animação esquerdista não passa de uma fantasia. O próprio Wolff disse ao Business Insider que várias de suas fontes, definitivamente mentiram para ele, enquanto outras ofereceram relatos contraditórios.

Mas, mesmo assim, ele decidiu colocar todas no livro e deixar o leitor decidir o que seria verdadeiro ou falso.

O escritor também disse que ele usou do seu próprio “julgamento jornalístico” para chegar ao que ele descreve ser “uma versão dos eventos possivelmente verdadeira”.

 

Com informações de: (1)
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia