Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Avança projeto do MBL para criar seu partido político

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Avança projeto do MBL para criar seu partido político

A assessoria técnica do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu sinal verde à consulta do Movimento Brasil Livre (MBL) sobre a validade de assinaturas eletrônicas na criação de um partido.

Caso esse parecer seja confirmado pelo TSE, o movimento precisará de 500 mil assinaturas para seguir adiante com o projeto de se transformar em um partido político.

A tarefa não será difícil para o grupo que se destacou durante as manifestações pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). O movimento tem mais de 3,3 milhões de curtidas no Facebook e 470 mil seguidores no Twitter.

Na próxima semana, membros do MBL devem se encontrar com o relator do caso no TSE, ministro Og Fernandes, para tentar agilizar a decisão.

A expectativa é de que o voto dele sobre o partido do movimento saia em um mês. Segundo projeções citadas pelo jornal Estadão, o partido do MBL poderá disputar as eleições de 2022.

A nova sigla não deverá se chamar MBL nem terá o “P” na sigla. O desenvolvimento de um aplicativo está em estudo como forma de incluir os seguidores do movimento no processo decisório.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email