PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Avifavir: uso emergencial é negado pela Anvisa

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O remédio não atende às expectativas da agência quanto aos requisitos mínimos de segurança

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou, nesta terça-feira (22), o pedido de autorização temporária para uso emergencial do medicamento Avifavir no tratamento antiviral de pacientes hospitalizados com Covid-19.

A decisão unânime foi tomada durante a 12ª reunião pública da Diretoria Colegiada (Dicol).

A diretora da agência, Meiruze Freitas, afirmou que o remédio não atende às expectativas da agência quanto aos requisitos mínimos de segurança e eficácia no contexto do uso emergencial:

“A Anvisa deve usar de todas as vias possíveis para fazer com que novos tratamentos estejam disponíveis para os pacientes o mais rápido possível. Entretanto, não se pode autorizar o uso de um medicamento que não demonstrou benefício clínico no tratamento da covid-19 e ainda pode resultar em riscos à saúde dos pacientes.”

A solicitação de autorização de uso emergencial do Avifavir foi feita pelo Instituto Vital Brazil, representante no Brasil do medicamento, que é fabricado pelas empresas API – Technologies LLC e Joint Stock Company Chemical Diversity Research Institute, da Rússia.

Em nota à imprensa, a Anvisa justificou a decisão afirmando que o medicamento é produzido com matéria-prima ainda não registrada pela agência e que nenhuma outra autoridade regulatória de outros países aprovou o Avifavir para o tratamento da Covid-19.

Além disso, as áreas técnicas concluíram que as limitações, incertezas e riscos da aprovação do uso emergencial do medicamento superariam os benefícios no eventual tratamento de pacientes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.