Bachelet defende ‘direitos humanos de vagabundos’, diz Bolsonaro

Bachelet defende 'direitos humanos de vagabundos', diz Bolsonaro
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Está defendendo direitos humanos de vagabundos”, disse Bolsonaro sobre Bachelet.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta quarta-feira (4), que a Alta Comissária da ONU, Michelle Bachelet, está defendendo os “direitos humanos de vagabundos” no Brasil.

Em conversa com jornalistas, ao deixar o Palácio da Alvorada, Bolsonaro criticou as declarações de Bachelet sobre a violência no Brasil durante discurso em Genebra:

“Perderam a briga na agenda ambiental. Igual o Macron quis fazer com a nossa soberania aqui. Ela agora vai na agenda de direitos humanos. Está acusando que eu não estou punindo. Que policiais estão matando muita gente no Brasil. Esta é a acusação dela. Está defendendo direitos humanos de vagabundos.”

Em seguida, criticou as declarações de Bachelet sobre uma suposta “redução do espaço cívico e democrático” no país:

“Senhora Michelle Bachelet, se não fosse o pessoal do Pinochet derrotar a esquerda em 73. Entre eles, seu pai. Hoje, o Chile seria uma Cuba. […] Parece que quando tem gente que não tem o que fazer, como a senhora Michelle Bachelet, vai lá para a cadeira de Direitos Humanos da ONU.”

Mais cedo, em mensagem nas redes sociais, Bolsonaro acusou Bachelet de investir “contra o Brasil na agenda de direitos humanos (de bandidos), atacando nossos valorosos policiais civis e militares”.

O chefe do Executivo reforçou que a Alta Comissária da ONU está “seguindo a linha” do presidente da França, Emmanuel Macron, ao se “intrometer nos assuntos internos e na soberania brasileira”.

Compartilhe...

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...