Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bactéria causa morte de centenas de elefantes em Botsuana

REDAÇÃO RENOVA Mídia

REDAÇÃO RENOVA Mídia

Bactéria causa morte de centenas de elefantes em Botsuana
COMPARTILHE

Após analisar em laboratório amostras do solo, da água e dos cadáveres, autoridades culpam uma bactéria.

Desde março deste ano, uma quantidade atípica de carcaças de elefantes foram flagradas nos arredores do rio Okavango, em Botsuana, país da África central que conta com a maior população destes animais selvagens do mundo.

É estimado que um terço do total de elefantes do continente africano — cerca de 130 mil animais — viva em Botsuana. Esse número começou a diminuir de forma misteriosa nos últimos meses.

Após análise em laboratório de amostras da área, as autoridades apontaram que pelo menos 330 elefantes morreram pela ingestão de água contaminada com toxinas produzidas por cianobactérias.

Conhecidas como algas azuis, estas bactérias — que nem sempre são tóxicas para humanos e animais — costumam se espalhar por lagos que servem para abastecer a fauna da região.

“Temos muitas questões que ainda precisam ser respondidas. Por que só os elefantes morreram [e não outros animais]? E por que só nessa área?”, indagou Mmadi Reuben, diretor veterinário do Departamento de Vida Selvagem e Parques Nacionais de Botsuana, segundo a revista SuperInteressante.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram