Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Baderneiros entram em choque com PM na Esplanada

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Um grupo de estudantes da Universidade de Brasília (UnB) invadiu no início da tarde desta terça-feira (10) uma das duas vias da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, bloqueando totalmente o tráfego no sentido Rodoviária do Plano Piloto.

Os estudantes atearam fogo em sacos de lixo, pedaços de madeira e no que mais encontram pela frente. A Polícia Militar desviou o trânsito no local e os estudantes prometem invadir a sede do Ministério da Educação (MEC) a qualquer momento. Também já houve desavenças entre servidores públicos da UnB e os alunos.

Os cerca de 700 alunos da universidade estão concentrados em frente ao prédio do MEC desde mais cedo. Os alunos, apoiados por servidores da universidade, protestam contra o corte no orçamento da UnB. A PM bloqueou as entradas do ministério, mas o protesto agora toma uma das pistas da Esplanada.

Segundo informações do Jornal de Brasília:

Por volta das 12h desta terça-feira (10), o clima esquentou entre os manifestante que reivindicam liberação de verba para a Universidade de Brasília (UnB) e policiais militares. O protesto acontece em frente ao Ministério da Educação (MEC), na Esplanada dos Ministérios.

Um grupo atirou paus, pedras e sinalizadores nos militares que faziam a segurança do prédio, que reagiram lançando gás de pimenta contra os manifestantes. Uma das vidraças do prédio chegou a ser trincada durante o confronto. O Jornal de Brasília flagrou um rapaz pixando os vidros do Ministério.

O MEC havia resistido em receber representantes do grupo, porém voltou atrás e concordou em dialogar com os manifestantes. O protesto também está sendo usado para repudiar o governo Temer.

 

Com informações de: [IstoÉ]
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM