Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bandeiras da China substituirão cruzes nas igrejas

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Com a justificativa de reforçar a consciência nacional da China, o líder do partido comunista, Xi Jinping, trava uma verdadeira guerra contra o cristianismo.

As igrejas na província chinesa de Jiangxi receberam um aviso das autoridades para que retirem suas cruzes. Segundo a liderança do país, no lugar das cruzes no alto dos prédios deverá ter uma bandeira da China e a imagem do “presidente” Xi Jinping no interior.

Conforme um comunicado do regime, o objetivo é “assimilar religiões na sociedade chinesa”.

Xi Jinping quer “fortalecer a consciência do respeito pela bandeira”, um símbolo da adoção do comunismo em 1949, e “reforçar a consciência cívica da população”.

Desde que o presidente assumiu o cargo, em 2013, os avisos começaram a ser dados aos cristãos.

No ano seguinte, a primeira cruz foi retirada do topo de uma igreja, na aldeia de Wuxi, por policiais. Um membro que tentou recolocá-la foi detido e interrogado por 10 horas.

 

Adaptado da fonte Gospel Prime

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email