Bandido neutralizado por PM queimou aposentado em 2017

O criminoso morto pela Policial Militar em frente a escola de Suzano no domingo (13) de Dia das Mães foi apontado como líder de quadrilha que queimou aposentado em 2017.

O meliante de 20 anos, Elivelton Neves Moreira, foi morto por uma policial de folga após ameaçar crianças e mulheres com uma arma em frente a uma escola particular em Suzano (SP). O caso teve grande repercussão, inclusive internacional.

Elivelton foi apontado como líder da quadrilha que roubou, matou e queimou o aposentado Renato Brígido, de 58 anos, segundo a polícia.

De acordo com o G1:

O delegado Edson Gianuzzi, do Distrito Central de Suzano, disse nesta segunda-feira (14), que Elivelton Neves Moreira foi identificado como o líder da quadrilha que assaltou e matou o aposentado Renato Brígido, de 58 anos, em 2017.

O delegado informou que o rapaz foi um dos sete indiciados no crime. Segundo Gianuzzi, eles foram indiciados por latrocínio (que é o roubo seguido de morte), ocultação de cadáver e formação de quadrilha. “Esse rapaz foi apontado como líder da quadrilha, durante o inquérito, por outros envolvidos”, contou o delegado.

A Polícia Civil pediu a a prisão temporária de Moreira assim como dos outros envolvidos, mas na ocasião ele não foi encontrado. Gianuzzi acrescentou que depois foi pedida a prisão preventiva, mas a Justiça não a concedeu.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *