Barroso assume TSE alertando contra ‘milícias digitais’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“São terroristas virtuais que utilizam como tática a violência moral”, diz o ministro Barroso.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, tomou posse, nesta segunda-feira (25), como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Em discurso¹ ao tomar posse, Barroso chamou a atenção para supostas “milícias digitais”:

“São terroristas virtuais que utilizam como tática a violência moral, em lugar de participarem do debate de ideias de maneira limpa e construtiva.”

O novo chefe do TSE defendeu² que os principais meios para combater as famosas “fake news” sejam a colaboração das empresas de tecnologia, o jornalismo profissional e a própria conscientização da sociedade:

“E, mais que nunca, nós precisaremos de Imprensa profissional, que se move pelos princípios éticos do jornalismo responsável, capaz de separar fato de opinião, e de filtrar a enorme quantidade de resíduos que circula pelas redes sociais.”

Neste domingo (24), em mensagem no Twitter, o ministro do STF, Alexandre de Moraes, também condenou³ a atuação destas supostas “milícias digitais”:

“Lamentável que milícias digitais, criminosamente, inventem mensagens e perfis falsos e mentirosos, como esse anexo, para desgastar a Democracia e o Estado de Direito. O Poder Judiciário atuará com firmeza para responsabilizar esses marginais.”

Referências: [1][2][3]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.