Português   English   Español
Português   English   Español

Beneficiários podem se desligar voluntariamente do Bolsa Família ao melhorarem de vida

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Beneficiários podem se deligar voluntariamente do Bolsa Família ao melhorarem de vida

A agricultora Maria Cecília Moreira, de 55 anos, vive em uma pequena propriedade rural, no interior do município de Andradas, em Minas Gerais.

Há mais de três décadas, é na casa simples de dois cômodos que ela e seu único filho, Ricardo, moram em meio à natureza.

Ao relembrar o passado, ela conta que a vida no campo nem sempre foi fácil. O ingresso no Bolsa Família permitiu que o benefício de R$ 150 fosse utilizado para ajudar na alimentação da família.

Porém, a agricultora sempre teve em mente que, ao se aposentar, comunicaria ao setor responsável pelo programa que não precisaria mais do benefício. E foi o que a dona Maria Cecília fez. Agora, ela sabe que o valor que recebia vai auxiliar outras famílias.

Assim como a dona Maria Cecília, mais de 520 mil beneficiários solicitaram o desligamento voluntário em todo o Brasil, segundo informações divulgadas pelo antigo Ministério do Desenvolvimento Social no fim do ano passado.

As famílias que desejam sair do Bolsa Família por terem conquistado autonomia e independência devem procurar o setor responsável em sua cidade e solicitar o desligamento.

Caso o beneficiário volte a situação de pobreza, tem o retorno garantido ao programa.

Nesse caso, nos próximos três anos após a solicitação, o beneficiário retorna ao programa sem ter que passar por novo processo de seleção. É o que explica a diretora do Departamento de Benefícios, Caroline Paranayba.

O Bolsa Família é voltado para famílias com renda mensal por pessoa de até R$ 89, além daquelas com renda familiar mensal de até R$ 178 por pessoa e que tenham crianças, adolescentes ou gestantes entre seus membros.

Ao ingressarem no programa, as famílias devem cumprir as condicionalidades nas áreas de Saúde e Educação.

O valor repassado varia conforme o número de membros da família, idade e renda declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

CANAL TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...