Biden defende retirada de militares americanos do Afeganistão

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Presidente dos EUA defende retirada de militares americanos do Afeganistão.

Eu mantenho com firmeza minha posição“, disse o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sobre a forma como seu governo ordenou a retirada de militares americanos do Afeganistão.

Em pronunciamento, transmitido pela TV a partir da Casa Branca, Biden reconheceu que o avanço do grupo terrorista Talibã foi uma surpresa para a Casa Branca.

“Isso tudo realmente se desenrolou mais rápido do que pensávamos.”

Com a saída dos americanos, o Talibã ganhou terreno sobre as forças do governo afegão apoiadas pelos EUA até que, neste fim de semana, a organização extremista tomou Cabul, a capital afegã.

Horas após o discurso, Biden foi às redes sociais reforçar seu posicionamento:

“Fomos ao Afeganistão há quase 20 anos com objetivos claros: pegar aqueles que nos atacaram em 11 de setembro de 2001 – e garantir que a Al Qaeda não pudesse usar o Afeganistão como base para nos atacar novamente. Fizemos isso – uma década atrás. Nossa missão nunca deveria ser a construção de uma nação.”

O mandatário americano acrescentou:

“Os eventos que estamos vendo agora são, infelizmente, a prova de que nenhuma força militar americana jamais entregaria um Afeganistão estável, unido e seguro. O que está acontecendo agora poderia facilmente ter acontecido cinco anos atrás – ou quinze anos no futuro.”

Joe Biden completou:

“Sei que minha decisão sobre o Afeganistão será criticada. Mas prefiro receber todas essas críticas do que passar essa responsabilidade para outro presidente. É o certo para nosso povo, para os bravos membros do serviço que arriscam suas vidas servindo nossa nação e para a América.”

O presidente americano não respondeu aos questionamentos feitos pelos jornalistas presentes no local.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.