Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Biden não deve conseguir fazer Europa reduzir pressão contra a Huawei

China anuncia apoio ao processo da Huawei contra os EUA
COMPARTILHE

Huawei é vista por muitos países como uma ameaça à segurança nacional.

Apesar da promessa de relações mais calmas entre Estados Unidos China, o democrata Joe Biden, projetado como presidente eleito, não deve conseguir fazer a Europa reduzir a pressão contra a gigante tecnológica Huawei

A Huawei enfrentou uma série de reveses no mercado europeu após uma intensa campanha diplomática implementada pelo chanceler Mike Pompeo e por outras autoridades do governo Donald Trump

A ligação da Huawei com o Partido Comunista Chinês (PCCh) é considerada uma ameaça à segurança nacional de vários países. 

O general aposentado da Força Aérea, Rob Spalding, que ajudou a elaborar a estratégia de segurança nacional de Trump, afirmou que “mesmo que os EUA quisessem reverter [curso], acho que a Europa já mudou” o posicionamento sobre a Huawei. 

Nesta segunda-feira (30), o premiê Boris Johnson anunciou que os equipamentos da 5G da Huawei não poderão ser comprados no Reino Unido a partir dos próximos meses, como noticiou a RenovaMídia

“É improvável que a posição do Reino Unido mude”, disse o ex-chefe do Centro Nacional de Segurança Cibernética do Reino Unido, Ciaran Martin

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE