- PUBLICIDADE -

Biden pode fazer dívida dos EUA superar recorde da 2ª Guerra

Sérgio Camargo critica ‘declarações racistas’ de Joe Biden
- PUBLICIDADE -

Plano de Biden pode fazer o peso da dívida dos EUA atingir seu nível mais alto na história.

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, apresentou, na última sexta-feira (28), uma proposta de orçamento para o ano fiscal de 2022, que tem início em outubro. 

O plano mobiliza US$ 6 trilhões e prevê déficit fiscal de US$ 1,84 trilhão, uma queda em relação a US$ 3,67 trilhões em 2021. 

A proposta de Biden ainda requer aval do Congresso dos EUA. 

Caso ela seja aprovada, em 2021, de acordo com o orçamento de Biden, a dívida dos EUA chegará a 109,7% do Produto Interno Bruto (PIB), superando o recorde anterior da 2ª Guerra Mundial, que era 106,1%.

Em seguida, a estimativa é que a dívida ultrapassará o recorde a cada ano durante a próxima década, atingindo 117% do PIB em 2031.

Há alguns especialistas que defendem uma nova escola de economia que afirma que altos níveis de dívida não importam. 

No entanto, fica claro que estamos entrando em uma era sem precedentes na história dos Estados Unidos, que colocará essa premissa à prova.

De acordo com reportagem do jornal National Review, cuja tradução foi publicada na Gazeta do Povo, a gastança de Biden está exacerbando o problema: 

“Ele assinou um projeto de lei de ‘alívio da Covid’ de US$ 1,9 trilhão em março, embora a pandemia estivesse diminuindo e o Congresso já tivesse gasto US$ 4,1 trilhões na pandemia. Ele agora está propondo US$ 4 trilhões adicionais em gastos apenas este ano.”

O jornal continuou:

“No geral, o orçamento de Biden prevê gastos de US$ 69,2 trilhões na próxima década, o que representa US$ 8 trilhões a mais do que os US$ 61,2 trilhões em gastos que o Escritório de Orçamento do Congresso (CBO) projetava em fevereiro, poucas semanas após o democrata assumir a presidência.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -