Bilionário alerta que Bitcoin pode ser uma arma financeira da China

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Bilionário alerta que Bitcoin pode ser uma arma financeira da China

O bilionário Peter Thiel, cofundador do PayPal, fez um alerta, nesta quarta-feira (7), sobre o grau de controle que a China tem sobre o Bitcoin.

Durante evento virtual da Fundação Richard Nixon, Thiel se definiu como um “pró-cripto”, e um “maximalista do Bitcoin”, mas demonstrou preocupação com a possibilidade de a criptomoeda representar um risco para os Estados Unidos.

O empresário declarou:

“Eu me pergunto se neste ponto o Bitcoin também deve ser visto em parte como uma arma financeira chinesa contra os EUA. Ele ameaça a moeda fiduciária, mais especialmente o dólar norte-americano.” 

Thiel ainda sugeriu que o governo dos Estados Unidos deve considerar regulamentações mais rígidas para as criptomoedas:

“Em face do longo alcance da China no Bitcoin, talvez de uma perspectiva geopolítica, os EUA deveriam estar se perguntando algumas questões difíceis sobre como exatamente isso funciona.”

A declaração de Thiel foi alvo de críticas por parte dos maiores entusiastas do bitcoin.

Afinal, é estranho sugerir que a China esteja por trás do Bitcoin — controlando e usando ele como uma arma — já que se trata de uma moeda descentralizada e, portanto, sem um controlador central. 

No entanto, é importante destacar que quatro das maiores pools de mineração do mundo são administradas por empresas chinesas: Antpool, F2Pool, Poolin e Huobi.pool 

Além disso, a maior corretora do mundo em termos de volume negociado, a Binance, também é chinesa.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.