- PUBLICIDADE -

Bilionário do México ligado ao chavismo na mira dos EUA

Bilionário do México ligado ao chavismo na mira dos EUA

- PUBLICIDADE -

O governo dos Estados Undos está estudando sanções contra o bilionário mexicano David Martinez como parte de seu esforço para pressionar o regime ditatorial de Nicolás Maduro.

Oficiais do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos também discutiram colocar David Martinez, fundador do Fintech Advisory Inc., em uma lista de pessoas com viagens restritas e limite de acesso a contas bancárias.

Martínez está envolvido em negócios com autoridades da Venezuela sancionadas, incluindo o ministro das Finanças, Simon Zerpa, e o ministro do Interior, Tareck El Aissami.

O bilionário do México também visitou Caracas em dezembro para obter acordos para facilitar a entrada de dinheiro para a ditadura de Nicolás Maduro.

Cidadão mexicano que também possui cidadania britânica, Martínez passa grande parte do tempo em Nova York. Ele é o único proprietário da Fintech, que tem um escritório na Park Avenue, em Manhattan, demonstraram documentos apresentados no ano passado, segundo o jornal Estadão.

Ao tomar medidas contra Martinez, o governo de Donald Trump estaria procurando enviar uma mensagem ainda mais dura aos financistas que não tolerará esforços para levantar fundos para o regime chavista.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -