Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bitchute consolida-se como principal alternativa ao YouTube

Bitchute consolida-se como principal alternativa ao YouTube
COMPARTILHE

Plataforma de vídeo tem pouco controle sobre os conteúdos, o que favorece a liberdade de expressão.

Se o Parler é apontado como uma alternativa ao Twitter e o MeWe está tentando replicar o Facebook, o BitChute pode ser descrito como a melhor opção contra o monopólio do YouTube

Fundado em 2017 pelo desenvolvedor Ray Vahey, do Reino Unido, o BitChute nasceu com o objetivo de promover um ambiente onde a liberdade de expressão prevaleça.

Embora o BitChute esteja sediado no Reino Unido, o seu fundador, Vahey, vive e trabalha na Tailândia.  

A iniciativa foi concebida em meio ao aumento exponencial das críticas de desenvolvedores de conteúdo contra decisões e posicionamentos do YouTube — plataforma que foi comprada pelo Google em 2006.

O BitChute utilizada um tradicional sistema peer-to-peer, permitindo compartilhamentos de dados sem a necessidade de um servidor central.

Por ser uma plataforma descentralizada, a empresa não hospeda tecnicamente os vídeos. Ao invés disso, o BitChute simplesmente facilita a transferência de conteúdo entre os computadores de seus usuários.  

Dessa forma, a empresa tem pouco controle sobre o conteúdo carregado pelo usuário, o que pode ser visto como um ponto positivo para a liberdade de expressão, mas que também abre espaço para publicação de conteúdos ilegais. 

De acordo com informações públicas, o financiamento da BitChute vem de doações de usuários. O site oficial da plataforma informa que a empresa está se aproximando de sua meta mensal de US$ 30 mil.  

A plataforma também começou recentemente a exibir anúncios, com o apoio de uma empresa de publicidade online chamada Criteo

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
3 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
J4S0N7
J4S0N7
1 mês atrás

Vamos dar um BitChute no youtube.

Mauro Moreira
Mauro Moreira
1 mês atrás

Algumas novas opções precisam facilitar o acesso. No caso do GAB, por exemplo, opçção ao Facebook, precisa ser mais agressivo, disponibilizando acesso em português e nesse caso também, do Bitchute, acesso em português. Caso semelhante, facilidade de acesso nos casos do Parler, do Telegram. Só assim, poderemos mandar o Mark Zuckerberg, o Jack Dorsey do Twitter, para o inferno com suas censuras e monopólios.

Russo
Russo
1 mês atrás

Tem o lbry também. Os dois são bons!

PUBLICIDADE