Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Black Lives Matter por trás de 91% dos distúrbios recentes nos EUA

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bíblia é queimada em ato do Black Lives Matter em Portland
COMPARTILHE

Apesar das evidências, os líderes do BLM, no entanto, se recusam a condenar distúrbios e saques.

O movimento de extrema esquerda Black Lives Matter (BLM) está ligado a mais de 9 em cada 10 distúrbios em todo os Estados Unidos.

Entre 26 de maio e 12 de setembro nos EUA, foram registrados 637 tumultos, com 91% deles ligados ao BLM.

A informação está presente em estudo do US Crisis Monitor, um projeto conjunto do Armed Conflict Location & Event Data Project e do Bridging Divide Initiative da Universidade de Princeton.

Ainda de acordo com o estudo, 7% dos eventos relacionados ao Black Lives Matter se tornaram violentos.

Alguns líderes do BLM, no entanto, se recusam a condenar distúrbios e saques.

Por exemplo, o organizador do movimento em Chicago, Ariel Atkins, no mês passado, equiparou os saques a “reparações”.

“Eu não me importo se alguém decidir saquear uma loja Gucci, Macy’s ou Nike, porque isso garante que a pessoa coma. Isso garante que essa pessoa tenha roupas. Isso é reparação”, disse Atkins, segundo o jornal Gazeta do Povo.

O líder do BLM em Nova York, Hawk Newsome, minimizou os distúrbios em uma entrevista recente. 

“Eu acho que é uma ferramenta da supremacia branca dizer que se você quer liberdade, você a consegue protestando pacificamente”, disse ele.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram