Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Bolívia barra candidatura de Evo Morales ao Senado

A decisão, no entanto, ainda precisa passar pelo Tribunal Constitucional antes de entrar em vigor.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Evo Morales pretende se instalar na Argentina
COMPARTILHE

A Justiça da Bolívia proibiu, nesta segunda-feira (7), a candidatura do ex-presidente Evo Morales ao Senado nas eleições de 18 de outubro.

O ministro boliviano da Justiça, Álvaro Coimbra, anunciou a proibição através de suas redes sociais. 

Segundo o portal UOL, a presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, também candidata à presidência pela coalizão Creemos, elogiou a decisão da Justiça do país:

“Bloqueamos o MAS [Movimento pelo Socialismo] duas vezes e o fizemos usando a lei, sem violência e sem confrontos. Somos os únicos que podemos impedir que voltem [ao poder].”

Por outro lado, Morales denunciou que a sentença foi uma “decisão política ilegal e inconstitucional”:

“A história mostrará que eles podem ter cancelado a candidatura de Evo, mas não poderão amordaçar o povo. Respeitaremos a decisão porque o nosso compromisso e prioridade é que o povo saia da crise. Não cairemos em nenhuma provocação, o povo voltará a governar, de forma pacífica e democrática.”

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.