- PUBLICIDADE -

Bolívia tem greve parcial contra candidatura de Evo Morales

Bolívia tem greve parcial contra candidatura de Evo Morales

- PUBLICIDADE -

Convocada por organizações civis, a greve repudia a tentativa de Morales se reeleger pela quarta vez nas eleições de outubro.

Uma greve contra a nomeação do presidente da Bolívia, Evo Morales, para um quarto mandato foi parcialmente cumprida, nesta quarta-feira (21), em alguns estados da Bolívia.

O protesto, que se limitou ao fechamento de algumas ruas, se concentrou em bairros residenciais nas cidades de La Paz, Cochabamba e Tarija.

Essa é “uma greve que se fez sentir, com a força necessária”, disse o ativista Waldo Albarracín, diretor do Conselho Nacional de Defesa da Democracia (Conade) e reitor da Universidade Estadual de La Paz.

Por outro lado, segundo a revista ISTOÉ, o governo boliviano classificou a medida como um “fracasso”.

“Acreditamos que a greve foi um fracasso, os relatórios que nos enviaram, as imagens que vimos (…) mostram que tinha um trânsito livre e um desenvolvimento normal”, avaliou o ministro da Comunicação, Manuel Canelas.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -