‘Bolsolavistas’ acusam Doria e China de tentar isolar Bolsonaro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Sites conservadores acusam Doria de tramar contra Bolsonaro com auxílio do regime chinês.

O site Brasil Sem Medo (BSM), autodeclarado “maior jornal conservador” do país, acusou, nesta quarta-feira (25), um grupo de governadores de Estados do Brasil de formar uma aliança com o regime comunista da China contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

De acordo com o jornal, os governadores João Dória (PSDB-SP), Helder Barbalho (MDB-PA), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Eduardo Leite (PSDB-RS) e Romeu Zema (Novo-MG) participaram de uma reunião “discreta” com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, na última terça-feira (24).

O site diz ainda que Doria “tem liderado um movimento que reúne outros governadores, prefeitos, parlamentares, membros do judiciário e veículos de imprensa com o objetivo de isolar o presidente”.

“É importante salientar que esta reunião, que não foi repercutida na mídia brasileira, não constava na agenda oficial de João Dória”, acrescenta o texto.

Em mensagens nas redes sociais, membros do jornal BSM, que é declaradamente alinhado ao escritor e filósofo Olavo de Carvalho e ao presidente Bolsonaro, repercutiram a informação sobre a misteriosa reunião entre governadores e chineses com afinco.

Bernardo Küster, Diretor de Opinião do BSM, afirmou, em mensagem no Twitter, que “Dória forma, em segredo, bloco a serviço da China”.

“O tucano-isentismo está formando um bloco com ares golpistas. Quem vocês servem, o Brasil ou o Partido Comunista Chinês?”, questionou em outro post, desta vez no Facebook.

Já o empresário Allan dos Santos, do site Terça Livre, compartilhou a informação divulgada pelo BSM na língua inglesa. “O objetivo desse conluio é derrubar Bolsonaro”, escreveu.

Minutos antes da publicação de Allan, um vídeo do canal Terça Livre no YouTube, com a manchete “Comunismo chinês usou vírus para criar uma crise mundial”, foi compartilhado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que é um crítico ferrenho das artimanhas do regime comunista em Pequim.

“Agora ao vivo ⁦Terça Livre mostrando o que muitas imprensas não mostram”, escreveu Eduardo.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.