Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro abre possibilidade de ministro evangélico no STF

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Bolsonaro abre possibilidade de ministro evangélico no STF
Imagem: Reprodução/Twitter

“Será que não está na hora de termos um ministro evangélico no STF?”, questionou Bolsonaro em evento religioso.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) “estão legislando” ao discutir a equiparação de homofobia ao crime de racismo.

Até o momento, 6 dos 11 ministros votaram nesse sentido. A análise será retomada no dia 5 de junho com os votos de cinco ministros.

Em Goiânia, nesta sexta-feira (31), durante cerimônia religiosa, Bolsonaro questionou se não estaria na hora de a Corte ter um magistrado evangélico:

“Com todo respeito ao Supremo Tribunal Federal, eu pergunto: existe algum, entre os 11 ministros do Supremo, evangélico? Cristão assumido? Não me venha a imprensa dizer que eu quero misturar a Justiça com religião. Todos nós temos uma religião ou não temos. E respeitamos, um tem que respeitar o outro. Será que não está na hora de termos um ministro evangélico no STF?”

A declaração do presidente foi muito aplaudida pelo público de um evento na Assembleia de Deus Ministério Madureira.

Bolsonaro também abordou a questão da criminalização da homofobia:

“O Supremo Tribunal Federal agora está discutindo se homofobia pode ser tipificado como racismo. Desculpe aqui o Supremo Tribunal Federal, que eu respeito e jamais atacaria o outro poder, mas, pelo que me parece, estão legislando […]. O estado é laico, mas eu sou cristão.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email