Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Bolsonaro aceitará verba do G7 se ‘governança’ for brasileira, diz porta-voz

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bolsonaro aceitará verba do G7 se 'governança' for brasileira, diz porta-voz
COMPARTILHE

“Rasgar dinheiro não é uma coisa adequada a um governo que tem a austeridade como princípio maior”, afirmou o porta-voz.

Questionado por jornalistas sobre a verba oferecida pelo G7 para combater queimadas na Amazônia, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirmou, na noite desta terça-feira (27), que o governo do Brasil “não rasga dinheiro”.

Inicialmente, o Ministério da Casa Civil disse que o Brasil rejeitaria ajuda financeira do grupo dos países ricos. Na manhã de hoje, Bolsonaro impôs condições. Agora, Rêgo Barros afirmou que apoio deve ser “acolhido”.

Em conversa com jornalistas, segundo o site Poder360, o general Rêgo Barros declarou:

“O governo não rasga dinheiro, não. Não rasga e não rasgará. Rasgar dinheiro não é uma coisa adequada a um governo que tem a austeridade como princípio maior. E essa austeridade tem sido apresentada à sociedade por meio das decisões do senhor presidente da República. E não vamos avançar um milímetro além daquilo que seja permitido.”

Rêgo Barros disse que há possibilidade de aceitar os recursos do G7, contanto que a “governança” do dinheiro seja 100% brasileira:

“Se o G7 oferecer o dinheiro como organismo internacional e o governo brasileiro entender que é viável recebê-lo, acatá-lo, o governo brasileiro receberá esse dinheiro e o empregará segundo a sua governança.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM