- PUBLICIDADE -

Bolsonaro acusa prefeito de Nova York de estimular protestos violentos

Bolsonaro acusa prefeito de Nova York de estimular protestos violentos
- PUBLICIDADE -

“Acho que esse cidadão aí queimou os cartuchos”, diz Bolsonaro sobre prefeito de NY.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, teceu duras críticas contra o prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, nesta quarta-feira (8).

Bolsonaro anunciou no fim da semana passada que não viajaria mais a Nova York para receber o prêmio de Personalidade do Ano concedido pela Câmara de Comércio Brasil-EUA. Segundo informações do Planalto, a ação do prefeito da cidade foi a razão do cancelamento.

Nesta quarta-feira (8), Bolsonaro disse que está prestes a aceitar receber a premiação em Dallas, no Texas, por ser “um incômodo” para De Blasio, mas não “para o Trump e para o povo americano”.

Questionado sobre os motivos da mudança de decisão, o chefe do Executivo declarou:

“Esse cidadão [De Blasio] pela informação que temos ele quer enfrentar as prévias para concorrer pelos democratas e enfrentar os republicanos, possivelmente [o presidente Donald] Trump. Que tipo de relacionamento ele vai ter se porventura ele for eleito com um país cujo chefe de Estado tem demonstrado respeito e quer se aproximar da primeira economia do mundo?”

E, opinando sobre a eleição presidencial americana de 2020, acrescentou:

“Acho que esse cidadão aí queimou os cartuchos se queimou completamente na sua corrida para enfrentar as prévias.”

Segundo a Folha, Bolsonaro completou:

“Uma coisa é enfrentar uma manifestação normal, outra é uma patrocinada pelo prefeito. O prefeito é o dono da casa. Você enfrentar uma manifestação dele e ele insuflando a população para atirar o que tiver nas mãos contra a minha pessoa.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -