Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro acusa prefeito de Nova York de estimular protestos violentos

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bolsonaro acusa prefeito de Nova York de estimular protestos violentos
COMPARTILHE

“Acho que esse cidadão aí queimou os cartuchos”, diz Bolsonaro sobre prefeito de NY.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, teceu duras críticas contra o prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, nesta quarta-feira (8).

Bolsonaro anunciou no fim da semana passada que não viajaria mais a Nova York para receber o prêmio de Personalidade do Ano concedido pela Câmara de Comércio Brasil-EUA. Segundo informações do Planalto, a ação do prefeito da cidade foi a razão do cancelamento.

Nesta quarta-feira (8), Bolsonaro disse que está prestes a aceitar receber a premiação em Dallas, no Texas, por ser “um incômodo” para De Blasio, mas não “para o Trump e para o povo americano”.

Questionado sobre os motivos da mudança de decisão, o chefe do Executivo declarou:

“Esse cidadão [De Blasio] pela informação que temos ele quer enfrentar as prévias para concorrer pelos democratas e enfrentar os republicanos, possivelmente [o presidente Donald] Trump. Que tipo de relacionamento ele vai ter se porventura ele for eleito com um país cujo chefe de Estado tem demonstrado respeito e quer se aproximar da primeira economia do mundo?”

E, opinando sobre a eleição presidencial americana de 2020, acrescentou:

“Acho que esse cidadão aí queimou os cartuchos se queimou completamente na sua corrida para enfrentar as prévias.”

Segundo a Folha, Bolsonaro completou:

“Uma coisa é enfrentar uma manifestação normal, outra é uma patrocinada pelo prefeito. O prefeito é o dono da casa. Você enfrentar uma manifestação dele e ele insuflando a população para atirar o que tiver nas mãos contra a minha pessoa.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram