Bolsonaro alega ser alvo de calúnia por parte de jornalista pró-PSDB

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A equipe do presidenciável do PSL acusou a jornalista Sônia Racy de tentar jogar mulheres contra Jair Bolsonaro.

“Estou indignado. Mais uma vez a imprensa brasileira tenta denegrir a minha imagem”, declarou Bolsonaro no início de um vídeo publicado em seus perfis nas rede sociais.

O motivo de tanta indignação foi a publicação de uma matéria intitulada “Bolsonaro diz que foi atrás de Paulo Guedes como de uma ‘mulher gostosa'”. A autora do texto foi a jornalista Sônia Racy, publicado em sua coluna no jornal Estadão.

O deputado federal nega ter feito a declaração. A jornalista alega ter obtido a informação através de duas fontes anônimas.

Horas após a publicação, Jair Bolsonaro acusou Sônia Racy de ser funcionária do tucano João Dória e classificou a matéria como uma tentativa de desgasta-lo com sua esposa e mulheres do Brasil.

Em resposta publicada no fim da tarde desta terça-feira (17), a jornalista disse que as acusações de Bolsonaro são “totalmente improcedentes” e publicou uma foto da primeira página do contrato de trabalho dela com a Band.

O filho do pré-candidato do PSL, Eduardo Bolsonaro, divulgou o link de uma matéria do jornal Folha de S. Paulo confirmando a alegação do seu pai.

O artigo intitulado “Grupo Doria convida Sonia Racy para substituir prefeito em programa de TV” foi publicado pela jornalista Mônica Bergamo em novembro de 2016.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.