Bolsonaro articula a ‘política como ela é’, diz deputado do Centrão

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Aqueles radicais, de direita e de esquerda, vão reclamar sempre”, diz Barros.

O deputado Ricardo Barros (PP), novo líder do governo na Câmara, afirmou, nesta quinta-feira (13), que assumirá o cargo “num momento em que o presidente se articula com a política como ela é”. 

Barros se refere à interlocução aberta pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, com os partidos políticos do famoso Centrão. 

De acordo com Barros, segundo o site Poder360, a indicação feita por Bolsonaro não se trata do “toma-lá-dá-cá”:

“A nossa Constituição prega um presidencialismo de coalizão. Não é um parlamentarismo, mas é a necessidade de uma coalizão partidária para formar maioria e aprovar matérias. Não é um toma-lá-dá-cá. É uma coalizão. É um agrupamento de parlamentares, através de seus partidos, participando do governo. O presidente Bolsonaro não entregou ministérios aos partidos, como falou que não entregaria. Ele está fazendo com que esta articulação aconteça da forma mais adequada possível, preservando a ideologia que o elegeu.”

Barros disse que não há dificuldade em explicar essa relação com os partidos para os eleitores:

“Eu não vejo nenhuma dificuldade de a população entender como isso funciona. Aqueles radicais, de direita e de esquerda, vão reclamar sempre. Porque vivem numa utopia, que não é o mundo real.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.