Bolsonaro cobrou mudanças no acordo entre Embraer e Boeing

Português   English   Español
Bolsonaro cobrou mudanças no acordo entre Embraer e Boeing
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Bolsonaro afirmou que entende a “necessidade” de fusão entre as empresas, mas defendeu que o atual acordo beneficia os norte-americanos da Boeing.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (4) que compreende a importância da fusão entre as fabricantes de aviões Embraer e Boeing, mas avaliou que são necessárias mudanças nos termos do acordo.

O líder do Brasil entende que o acordo é injusto para a empresa brasileira:

Seria boa essa fusão, mas não podemos, como está na última proposta, deixar que em cinco anos tudo seja repassado para o outro. A proposta é essa, [a Embraer] é nosso patrimônio.

Recentemente, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos defendeu ideia similar a do presidente , de que o acordo beneficiaria os americanos em detrimento da empresa brasileira, de menor porte.

A diferença, no entanto, é que Bolsonaro diz que há “necessidade dessa fusão pela competitividade, para que não se perca com o tempo”, enquanto os metalúrgicos buscam frear o acordo entre as companhias, defendendo que o acordo “afeta a soberania nacional e entrega um projeto brasileiro aos norte-americanos”, informa o “IG“.

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...