- PUBLICIDADE -

Bolsonaro compartilha posicionamento da vice-diretora da OMS

Bolsonaro espera reabertura rápida após revelação da OMS
Imagem: Reprodução/YouTube

“Não se recomenda medidas autoritárias”, disse a autoridade da OMS.

- PUBLICIDADE -

O presidente da República, Jair Bolsonaro, compartilhou, nesta quinta-feira (22), uma matéria sobre o posicionamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) acerca de uma possível vacinação obrigatória da população.

“Não se recomenda medidas autoritárias”, afirmou a vice-diretora da entidade, Mariângela Simão, nesta quarta-feira (21), durante entrevista à emissora CNN Brasil.

A publicação de Bolsonaro nas redes sociais acontece após o chefe do Executivo acusar o governador João Doria (PSDB) de agir de forma “ditatorial” ao ameaçar implementar uma campanha de imunização obrigatória contra o coronavírus em São Paulo.

“Ele diz claramente que obrigará todos os 45 milhões de paulistas a tomar vacina. Isso é uma atitude completamente — que não dá nem para discutir, né. Isso é uma coisa ditatorial. O ser humano tem direito de optar se ele vai tomar ou não o medicamento”, disse Bolsonaro na noite de ontem, como noticiou a RenovaMídia.

O mandatário do Brasil também disse ter esperanças de que o Poder Judiciário não tomará nenhuma medida autoritária relacionada a aplicação da vacina na população brasileira. 

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -