Bolsonaro conecta vacinação obrigatória à ditaduras

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Falei outro dia 'ninguém vai ser obrigado a tomar vacina' e o todo mundo caiu na minha cabeça”, diz Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, reafirmou, nesta terça-feira (8), que não pode obrigar as pessoas a se vacinarem contra o coronavírus quando a vacina estiver disponível. 

Em encontro com um grupo de médicos que defendem o tratamento do coronavírus com o uso da hidroxicloroquina, Bolsonaro declarou:

“Mesmo tendo comprovação científica lá fora, (a vacina) tem umas etapas a serem cumpridas aqui. A gente não pode injetar qualquer coisa nas pessoas e muito menos obrigar. Eu falei outro dia ‘ninguém vai ser obrigado a tomar vacina’ e o todo mundo caiu na minha cabeça.”

O chefe do Executivo citou que cabe ao governo fazer campanha para a vacinação, mas que as pessoas não podem ser obrigadas:

“A vacina é uma coisa que, no meu entender, você faz a campanha, busca uma solução, não pode é amarrar o cara e dar a vacina nele.”

Em seguida, segundo o portal Terra, Bolsonaro completou dizendo que esse tipo de obrigação nunca foi feito, “a não ser em ditaduras”.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.