Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bolsonaro critica validação de mensagens hackeadas da Lava Jato

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Bolsonaro critica validação de mensagens hackeadas da Lava Jato
COMPARTILHE

“Se é criminosa é criminosa, ponto final. O que é criminoso é criminoso, respeita a lei”, afirmou Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, se mostrou contrário à tentativa do Supremo Tribunal Federal (STF) de validar juridicamente as mensagens hackeadas do Telegram de integrantes da operação Lava Jato.

Em breve declaração ao deixar o Palácio da Alvorada, na manhã desta sexta-feira (4), Bolsonaro declarou:

“Se é criminosa é criminosa, ponto final. O que é criminoso é criminoso, respeita a lei. Quebra de sigilo… se seguiu a lei, tudo bem. Não seguiu, tá errado.”

Como noticiou a RENOVA, o Supremo vai acionar a Procuradoria-Geral da República (PGR) para buscar a verificar a autenticidade dos arquivos. 

O movimento deve ser levado à Procuradoria pelo ministro Gilmar Mendes, mas, segundo o jornal Folha, conta com apoio de outros integrantes do STF.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram